Free songs

PIB abaixo do esperado

A queda das taxas bancárias não trouxe melhorias para a economia, como o governo achou que fosse acontecer.

O resultado do produto interno bruto (PIB) do terceiro trimestre de 2012, divulgado pelo IBGE, foi decepcionante. O principal motivo desta má surpresa foi inesperado: o baixo desempenho do setor de intermediação financeira. Para incentivar a economia, o governo investiu para que o spread bancário (a diferença entre a taxa que os bancos captam dinheiro e taxa que eles cobram dos consumidores) caísse no país, diminuindo as taxas de juros das operações de crédito dos bancos públicos. Os bancos privados, preocupados com sua participação no mercado, foram forçados a também baixar essas taxas. Entretanto, a queda das taxas não se traduziu em aumento das operações, conforme governo previu, e com isso o PIB foi prejudicado.

PIBEm tese, a diminuição do spread bancário seria benéfica para o PIB, já que, com mais dinheiro no bolso, as pessoas consumiriam mais ou investiriam em atividades produtivas e isso estimularia a economia. Mas, como na prática o volume de crédito foi relativamente pequeno, a diminuição das receitas com juros fez com que o setor tivesse u mau desempenho.Vale lembrar que o volume de crédito abaixo do esperado deve-se principalmente a menor liberação do crédito pelos próprios bancos.

A razão disso é atribuída, sobretudo, ao temos dos bancos quando a inadimplência, que continua alta mesmo com o maior nível de renda população. Com isso, conclui-se que a população, apesar de estar ganhando mais, está gastando mais e, com isso, sobra menos dinheiro para sanar suas dívidas. O mau planejamento do uso do dinheiro é um dos principais motivos para o superendividamento. Por isso, fique de olho e priorize sempre suas dívidas, porque elas podem se multiplicar sem o devido cuidado.

Voltar ao topo