Free songs

A informática e o mercado de trabalho

mulher e compNos últimos anos o setor de informática tem evoluído muito rápido. Em meados dos anos 90, as atualizações dos softwares ou upgrade de hardware, só acontecia de seis em seis meses. Atualmente a cada seis dias, em média, encontramos novidades no mercado.

Com o corre-corre e atualizações constantes em todas as áreas da informática, temos que nos manter antenados e atualizados.

Para o mercado de trabalho, temos que acompanhar as tendências e procurar absorver as necessidades que vão surgindo, pois a cada dia as exigências das empresas que buscam por mão de obra especializada, estão sendo intensificadas. Todos os dias são criados novos cargos para profissionais que ainda não estão preparados para atender este mercado que está sempre em crescimento.

O setor de serviços de informática é composto por vários tipos de trabalho e, segundo o Jornal Gazeta Online, até 2015 serão mais de 117 mil vagas a serem preenchidas neste segmento somente no estado de São Paulo, por conta do crescimento da economia brasileira.

Uma barreira enfrentada pelos profissionais que querem ingressar nesta área de trabalho é a falta de conhecimento técnico cultural. O inglês, por exemplo, é bem vindo e pode fazer a diferença na hora de uma entrevista. Certificações aparecem como conhecimentos adicionais e ajudam a valorizar ainda mais o profissional.

Na área de programação, o web design, por exemplo, é o profissional que elabora o projeto gráfico e estético de um website. Ele projeta os elementos gráficos e visuais da página, ou seja, a disposição dos ícones, imagens e textos. As técnicas utilizadas por este profissional são para valorizar o produto exposto e facilitar a utilização. Para quem busca formação nesta área, a boa notícia é que há cursos com duração de 2 a 4 anos e o mercado paga por estes profissionais salários que vão de R$ 2 mil a R$ 3 mil reais mensais.

O Analista de Programação, como o próprio nome já diz, analisa os problemas relacionados à programação e a melhor forma para solucioná-los. Também prepara diagramas, mostra sequências e procedimentos a serem adotados pela máquina, codifica as instruções para uma linguagem em que o computador entenda. Na sua formação, irá passar por inúmeros desafios e questões que podem ser respondidas pelos profissionais de informática. Os desafios são constantes, mas a compensação vem em forma de salário que pode chegar aos R$ 8 mil reais mensais.

Já o Analista de Sistemas, que pode atingir um salário médio de R$ 15 mil reais mensais, é o responsável por planejar e coletar informações junto aos usuários, a fim de implantar sistemas de processamento de dados. Este profissional desenvolve seu trabalho a partir da análise de coleta de informações, com base nos estudos dos fluxos de trabalho e a necessidade de recursos. Para propor alterações de rotina e elaborar propostas, ele implanta e mantêm sistemas ativos observando, principalmente, a eficiência, racionalidade e a solução para reparar rapidamente os problemas técnicos. Também elabora manual e orientações dos sistemas criados. Com formação básica em Ciência da Computação, Sistemas de Informação ou Engenharia da Computação, o profissional deve estar sempre atualizado de forma a acompanhar o rápido progresso da tecnologia, bem como bons conhecimentos da língua inglesa.

Voltar ao topo